Educação financeira nas escolas

20230504200936_[fpdl.in]_bolsa-de-estudos-de-emprestimo-de-divida-estudante-formacao-academica-bancaria_488220-33737 (1)
Fuzileiros Navais Legenda: Marinha divulga edital de concurso público com 1.680 vagas para fuzileiros navais Foto: Marinha do Brasil / Divulgação

Qual importância de estudar finanças em sala de aula

A educação financeira nas escolas é cada vez mais importante, pois ajuda a formar cidadãos conscientes e responsáveis no manejo do dinheiro, o que tem um impacto significativo na qualidade das pessoas. Diversas iniciativas têm surgido no Brasil e no mundo, buscando promover a educação financeira nas escolas, como a criação de disciplinas específicas, a adoção de programas temáticos, a elaboração de jogos e dinâmicas que incentivam o aprendizado sobre finanças, entre outros. 

Uma pesquisa realizada pelo Banco Central do Brasil em 2018, com alunos do ensino médio de escolas públicas e privadas, mostrou que apenas 17% dos estudantes tinham noções de direitos e deveres do consumidor, enquanto mais da metade (56%) desconhecia completamente esses temas. Além disso, 70% dos alunos não haviam recebido qualquer tipo de orientação sobre o uso responsável do crédito.

Diante desse cenário, as escolas têm um papel fundamental na formação de alunos mais conscientes sobre o dinheiro. Por meio da educação financeira, os estudantes podem aprender a fazer escolhas mais acertadas no consumo, a planejar gastos, a formar poupanças, a lidar com dívidas e a investir em seus próprios projetos e sonhos.

“Costumo dizer que as pessoas devem dedicar seu tempo ao que lhe faz feliz e ao que traz retorno financeiro. Além de auxiliar meus clientes, gosto de ensiná-los a ponto de que falar sobre mercado financeiro seja tão comum como falar de futebol, por exemplo.  Um Agente autônomo de investimento é o profissional ideal para te auxiliar nesse processo, pois entenderá a sua dinâmica de vida, seus sonhos, objetivos, limitações e te trará a calma que só um especialista consegue. É claro que você pode estudar tudo sobre mercado financeiro, mas sempre um especialista saberá mais. Quando tenho dor no dente não faço uma faculdade de odontologia para resolver a minha angústia  e sim, busco um profissional qualificado para resolver a minha dor. É por isso que digo que existem muitos profissionais inteligentes e dedicados a trazer paz através de um bom planejamento financeiro.” Mateus Guimarães do Guia da Bolsa /  XP Investimentos

Além disso, a educação financeira também pode ajudar a prevenir situações de endividamento excessivo e de desequilíbrio financeiro, potencialmente evitando problemas como a inadimplência, o estresse financeiro e a perda da qualidade de vida.

Mateus Guimarães, investidor e guia da bolsa XP Investimentos resume bem como a educação financeira pode ajudar a construir um futuro financeiro mais saudável. 

“Percebemos que ao longo da nossa vida educacional e curricular, não temos acesso a nenhum tipo de proximidade com o tema. Saímos do ciclo básico, ensino médio, faculdade, pós graduação, MBA, doutorado e pós doutorado sem ter NENHUM contato com o assunto. Desde 2017 tramita um projeto de lei n° 2107 que altera o art. 36 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir ”Noções de Economia Financeira” como disciplina obrigatória no ensino médio. O Governo Federal também lançou, por meio do Ministério da Educação (MEC) em parceria com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Programa Educação Financeira nas Escolas, em agosto de 2021. A iniciativa oferece a professores cursos gratuitos de formação em educação financeira, para que, assim como o Aprender Valor, o tema seja trabalhado de forma transversal.  A expectativa inicial do projeto é capacitar, em três anos, 500 mil professores, que, segundo o governo, poderão levar o assunto a mais de 25 milhões de estudantes brasileiros. Esse ciclo tende a levar gerações ainda e nessa velocidade tendemos a fracassar como sociedade e ficar muito aquém de uma vida próspera”.

Por isso, é importante que a educação financeira seja incluída no currículo escolar, de forma transversal, contemplando diversas disciplinas e níveis de ensino. Dessa forma, poderá assegurar a formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, e contribuir para uma sociedade mais justa e equilibrada em termos financeiros.

Atualmente, o empreendedorismo é visto como umas das principais formas de desenvolvimento econômico do país. Desta forma, é essencial que as escolas incentivem e desenvolvam habilidades empreendedoras nos alunos desde cedo. Isso pode trazer inúmeros benefícios para a formação dos jovens, incluindo a capacidade de criar soluções inovadoras, aperfeiçoar a comunicação e a liderança, além do crescimento pessoal e profissional. 

É fundamental destacar a importância do incentivo à cultura empreendedora nas escolas, uma vez que isso pode contribuir significativamente para o desenvolvimento do país e da sociedade como um todo. É preciso que as escolas sejam um espaço para fortalecer a formação do caráter empreendedor, estimulando a criatividade, inovação e a proatividade dos alunos. 

Os professores e gestores escolares também têm um papel importante nesse processo, oferecendo aulas, atividades e projetos que estimulem o desenvolvimento de habilidades e competências empreendedoras, assim como a criação de pequenas empresas ou movimentos sociais pelos próprios alunos. 

Desta forma, é necessário as escolas cada vez mais adotarem essa cultura, isso pode ajudá-los a transformar suas vidas e criar uma mentalidade empreendedora e formando cidadãos que façam a diferença em suas áreas de atuação.

“Uma boa gestão financeira parte da forma como você olha e respeita o seu dinheiro. A melhor maneira de gerir e controlar, como diria William Edwards Deming “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia” Saber onde quer chegar é só o início do processo.” Mateus Guimarães do Guia da Bolsa /  XP Investimentos

Foto: Site Freepik

Miguel Vicente

Jornalista

Educação

Olá, caros leitores do nosso Blog GPI! Chegou a época mais encantadora do ano, onde a magia do Natal toma conta de nossos corações e

Leia mais »